Petrópolis, 07 de Maio de 2021.
Matérias >> FDE: Fórum de Desenvolvimento Econômico >> Notícias
   
  Utilização do prédio da Dona Isabel vira tema de reunião de Agnaldo Goivinho com os coordenadores do FDE

Data: 04/11/2010

Utilização do prédio da Dona Isabel vira tema de reunião

de Agnaldo Goivinho com os coordenadores do FDE

 

 

            Os coordenadores dos cinco grupos de trabalho do Fórum de Desenvolvimento Econômico (FDE) reuniram-se na última quarta-feira, dia 20 de outubro, com o Secretário de Planejamento e Urbanismo, Agnaldo Goivinho. No encontro, realizado na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas de Petrópolis, o secretário foi questionado sobre diversos assuntos entre eles o Conselho Municipal da Cidade, Concidade, o Instituto de Planejamento Julio Frederico Koeler, o projeto de duplicação da BR 040 e sobre o imóvel da Fábrica Dona Isabel, preocupação antiga dos setores empresariais da cidade que gostariam de ver o prédio sendo utilizado como ponto de apoio para a rua Teresa.

            Para o coordenador do Grupo de Trabalho do Comércio no FDE e presidente da CDL Petrópolis, Cláudio Mohammad, não há como ignorar a existência da Dona Isabel no projeto de revitalização da rua Teresa. Por conta disso, para aprofundar a discussão sobre o assunto, os coordenadores do FDE decidiram convidar o presidente da Associação dos Empresários da Rua Teresa (Arte) e do Sindicato do Comércio Varejista de Petrópolis (Sicomércio), Marcelo Fiorini, para uma nova reunião com a presença do secretário Agnaldo Goivinho.

            O Secretário de Planejamento, por sua vez, afirmou que vem mantendo contato com o responsável pela elaboração do projeto de revitalização da rua Teresa e que já se manifestou a respeito da necessidade não só de se pensar na utilização da fábrica Dona Isabel nesse novo cenário da rua Teresa, como também tem alertado que a rua faz parte de um sistema e que, por essa razão, não pode ser vista de forma isolada.

No entanto, Agnaldo Goivinho ressaltou que o imóvel é particular, logo será necessário encontrar uma solução para dar uma nova destinação à fábrica Dona Isabel, seja convencendo o atual proprietário a explorar esse novo negócio, seja atraindo novos investidores privados ou engajando o poder público nessa empreitada.

Para o coordenador do grupo da alta tecnologia, Jonny Klemperer, é fundamental que essa questão da Fábrica Dona Isabel, que já é objeto de uma das emendas do FDE ao Plano Diretor, seja discutida de forma mais pontual por conta da revitalização da rua Teresa, com a participação da Arte, que também integra o FDE. Jonny acredita que o FDE possa contribuir decisivamente na busca de uma solução para que um imóvel com 25 mil metros quadrados que pode abrigar estacionamento para carros, ônibus e vans, além de centro de apoio aos compradores e até um hotel, não continue sem utilização.

No que se refere às ações de planejamento do município, o coordenador do Grupo de Trabalho da Indústria, Paulo Noel, lembrou da importância de se tornar realidade a criação do Instituto Júlio Frederico Koeler, para que a cidade possa desenvolver ações coordenadas ao invés de iniciativas isoladas. Segundo o secretário Agnaldo Goivinho, o Instituto Júlio Frederico Koeler em breve se tornará uma realidade, porque esse é um desejo do prefeito Paulo Mustrangi, que também compreende a importância de um planejamento bem feito que projete cenários diversos para o desenvolvimento do município de forma a gerar ações coordenadas.

Goivinho falou ainda sobre o Conselho Municipal da Cidade, o Concidade, instrumento essencial para que se possa pensar nessas políticas públicas planejadas a médio e longo prazo e aproveitou para informar que a prefeitura está atenta às discussões a respeito da duplicação da BR 040 a fim de obter esclarecimentos a respeito de várias questões que cercam o projeto apresentado pela Concer como, por exemplo, o impacto social da construção da nova pista nas comunidades que se formaram às margens da rodovia, além das questões ambientais que estão sendo tratadas junto ao Instituto Chico Mendes e até mesmo a definição de quem cuidará da futura estrada parque.

O Fórum de Debates do Desenvolvimento Econômico, que reúne 27 entidades da sociedade civil organizada, foi criado no início de 2009, por iniciativa da CDL Petrópolis, com o objetivo de elaborar uma proposta de inclusão de temas prioritários ligados ao desenvolvimento da cidade para ser incorporada ao Plano Diretor do Município.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS