Petrópolis, 30 de Novembro de 2022.
Matérias >> Poder Executivo Mun. >> Desenvolvimento Humano
   
  Comunicado

Data: 20/08/2009

Comunicado

 

 

            A Direção do SEHAC – Serviço Social Autônomo Hospital Alcides Carneiro, diante das informações, não fundamentadas, veiculadas pela Tribuna de Petrópolis nos últimos dias e com o intuito de restabelecer a verdade, torna público os seguintes esclarecimentos:

 

- A Direção do SEHAC não foi consultada em nenhum momento pela Tribuna de Petrópolis para prestar esclarecimentos a respeito dos fatos publicados.

 

- Embora o Hospital Alcides Carneiro esteja sendo administrado pelo SEHAC – entidade especificamente criada para esse fim por Lei Municipal – este continua sendo um hospital PÚBLICO, que atende EXCLUSIVAMENTE ao SUS. Além disto, está subordinado às políticas municipais de saúde e a gestão da Secretaria de Saúde de Petrópolis, que, inclusive, é responsável legal pela homologação dos seus pri8ncipais instrumentos de gestão. Portanto, não é verdadeira a alegação de que o Hospital Alcides Carneiro não responde à Secretaria Municipal de Saúde.

 

- Na data de hoje, respondem pelo Hospital Alcides Carneiro a Dra. Ana Lúcia Teixeira Pinto, médica do Ministério da Saúde lotada no HAC desde 1991, e o Sr. Aluísio Pinheiro, administrador, funcionário lotado no HAC desde 1998, não sendo portanto verídicas as afirmações de que os Diretores do HAC não são de Petrópolis e não possuem compromisso com a cidade.

 

- A contratação do pessoal para o SEHAC vem sendo realizada através de processo de seleção pública, estabelecendo em Edital publicado no Diário Oficial de Petrópolis, a convocação dos profissionais aprovados vem obedecendo rigorosamente a ordem de classificação.

 

- Conforme estabelecido na Legislação que regula o SEHAC, a remuneração dos médicos contratados segue os valores de mercado, cabendo ressaltar, no entanto, que não é e nunca foi de R$ 800,00.

 

- No que se refere aos serviços indispensáveis à boa gestão hospitalar, o SEHAC atende rigorosamente às normas de contratações, dispostas em Regulamento devidamente homologado pelo Secretário Municipal de Saúde.

 

- O contrato de serviços de Ambulância, expediente usual na administração hospitalar, alcança o valor de R$ 9.900,00/mês e nunca o absurdo valor de R$ 170.000,00/mês, como divulgado. Cabe ressaltar que esse contrato inclui, além do veículo de UTI móvel, seguros contra terceiros, equipamentos, reposição de peças e motorista, tudo permanentemente à disposição do Hospital.

 

- O mesmo ocorre relativamente à contratação de Copiadora, cujo contrato tem valor mensal de R$ 800,00 e não de R$ 60.000,00/ano, como foi mencionado.

 

- Quanto ao serviço de Tomografia Computadorizada, necessidade inúmeras vezes apontada pelo corpo clínico do HAC e grave problema do sistema municipal de saúde, o SEHAC tem a esclarecer que o equipamento de tomografia foi adquirido pela Faculdade de Medicina de Petrópolis, através da Fundação Octacílio Gualberto, pelo valor de R$ 520.000,00 e colocado à sua disposição sem nenhuma contrapartida; que o Hospital realiza hoje uma média  de 520 exames/mês, atendendo integralmente as necessidades dos seus pacientes e de toda a rede pública local; que esse serviço resolveu os problemas de atendimento aos pacientes do SUS, agora assistidos adequadamente no próprio Hospital.; que o HAC não tem despesas de depreciação e tampouco precisou fazer tão vultuosos investimento no início da nova gestão.

 

- Quanto aos recursos financeiros destinados ao Hospital Alcides Carneiro para sua manutenção e custeio, grande parcela corresponde a recursos novos que foram obtidos junto ao Governo Federal em razão da sua qualificação como hospital de ensino e da sua autonomia de gestão, com a chancela do Ministério da Saúde.

 

- Por fim, esclarecemos que a administração do Hospital Alcides Carneiro está sob  sua responsabilidade do SEHAC e somente deste, sendo a Faculdade de Medicina de Petrópolis uma grande parceria histórica no seu desenvolvimento, uma vez que vem proporcionando a ampliação e modernação de seus equipamentos médico-hospitalares e realizando importantes obras de ampliação e reforma das instalações físicas.

 

 

Direção do SEHAC

 

 

Fonte: Diário de Petrópolis, 15 de agosto de 2009.

 




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS