Petrópolis, 27 de Setembro de 2020.
Matérias >> Poder Executivo Mun. >> Desenvolvimento Econômico
   
  Projeto Economia da Experiência será lançado em Petrópolis para incrementar turismo

Data: 16/02/2009

Rio de Janeiro - Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, vai contar com um projeto para incrementar os serviços ligados ao setor turístico. A iniciativa, conhecida como Economia da Experiência, será lançada amanhã (16) no município que já foi residência de verão de imperadores e presidentes da República e é fruto de uma parceria entre o Ministério do Turismo e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O objetivo é capacitar micro e pequenos empreendedores para oferecer aos visitantes experiências inovadoras que contem com a participação ativa do turista, oferecendo novas emoções e sensações.

 

A gestora de turismo do Sebrae/RJ, Marisa Freitas Cardoso, explicou que, por meio do projeto, foram selecionadas 20 empresas da região para receber consultoria sobre como desenvolver atividades que tenham um diferencial capaz de surpreender o cliente, agregando valor aos produtos e serviços. A escolha dos estabelecimentos foi feita com base na vocação para inovação.

 

"Nós fizemos visitas ao município, realizamos um diagnóstico para identificar o perfil das empresas ligadas ao turismo e em seguida ofereceremos consultoria direcionada a cada negócio. Consultores com experiência no mesmo ramo de atividade dão dicas e orientações específicas sobre o que fazer e como fazer para oferecer ao turista vivências diferenciadas e memoráveis", afirmou.

 

Mariana Ferraz, dona da Pousada Paraíso, uma das contempladas, está entusiasmada com a expectativa de ampliar seu negócio, que é gerido em conjunto por seus pais e marido. Segundo ela, mesmo antes de fazer parte do projeto do Ministério do Turismo, o conceito de inovação, no qual se baseia o Economia da Experiência, já era aplicado em parte, com a criação de um ateliê de artesanato.

 

"Aqui, o turista não fica apenas hospedado. Ele tem a chance de aprender técnicas de artesanato, como pintura em madeira, pintura em tela e reciclagem com jornal. A peça que ele produz ele leva para casa e se lembra sempre da viagem. É impressionante ver como os visitantes gostam de participar dessa experiência, principalmente aqueles que vêm a Petrópolis para fugir da correria da cidade grande", disse.

 

De acordo com a coordenadora-geral de segmentação do Ministério do Turismo, Rosiane Rockenback, o projeto faz parte do Plano Nacional de Turismo, implementado pelo governo federal desde 2007, para incentivar o brasileiro a conhecer novos destinos. Segundo ela, o Economia da Experiência, além de cumprir esse objetivo, dando maior visibilidade a pólos turísticos nacionais, é uma importante ferramenta para ampliar a geração de renda principalmente de micro e pequenos empresários. Dados do ministério apontam que aproximadamente 90% desse segmento são formados por negócios de pequeno porte, muitos deles geridos no modelo de economia familiar.

 

O Economia da Experiência foi implementado inicialmente em 2005 na chamada Região da Uva e Vinho, do Rio Grande do Sul. O projeto está sendo desenvolvido ainda em Porto Seguro (BA) e em Bonito (MS) e até o fim do ano será lançado em Belém (PA).

 

 

Fonte: Diário de Petrópolis

 

Autora: Thais Leitão / Agência Brasil




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS