Petrópolis, 21 de Setembro de 2021.
Matérias >> Dados e Índices Municipais
   
  Cidade produziu R$ 4,5 bilhões em riquezas

Data: 24/12/2008

Petrópolis está no ranking dos municípios brasileiros que mais contribuíram para a geração de riquezas no país. A conclusão é de um estudo feito em 2006 e divulgado no dia 15 de dezembro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e estatística (IBGE), com base no levantamento de dados do PIB nominal de todos os 5.564 municípios brasileiros.No ranking pelas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Curitiba, a cidade em 77º lugar, contribuindo com R$ 4,5 bilhões, o que representa 0,19% de todas as riquezas produzidas no Brasil.

 

            Entre os 92 municípios do Estado do Rio, Petrópolis também aparece em uma honrosa 11º colocação, atrás apenas da capital, Campos dos Goytacazes, Duque de Caxias, Niterói, São Gonçalo, Macaé, Cabo Frio, Nova Iguaçu, Volta Redondae Rio das Ostras. Segundo o IBGE, a cidade responde por 1,64% das riquezas geradas no estado, maior percentual registrado desde 2002, quando o município era o 9º colocado no ranking, responsável por 1,66% das riquezas geradas no Rio.

 

            Embora tenha mantido a 11ª colocação na relação estadual, Petrópolis teve um aumento significativo no volume de riquezas produzidas. Em 2005, foram 3,7 bilhões, contra R$ 4,5 bilhões em 2007. Vale lembrar que em 2002, quando a cidade respondeu por 1,66% das riquezas produzidas no Rio, Petrópolis produziu R$ 2,8 bilhões em riquezas.

 

            Avaliando o histórico dos números, não é difícil perceber o porquê do aumento no volume não ter representado o alto da escada do ranking estadual: Petrópolis cresceu, mas em ritmo menor do que municípios que hoje são destaque na produção de petróleo como Rio das Ostras e Cabo Frio. Em 2002, Rio das Ostras ocupava a 12ª posição no ranking estadual. Hoje está na 10ª. Já Cabo Frio, que aparecia em 13º, hoje é o 7º colocado.

 

            Para o secretário municipal de Fazenda, Paulo Roberto Patuléa, a boa colocação da cidade representa o resultado das políticas públicas desenvolvidas no município nos últimos anos. “Acho que o trabalho de desoneração da carga tributária contribuiu de forma significativa para esse resultado”, avalia, acrescentando que o aumento no Índice de Participação dos Municípios (IPM), com base no ano de 2007, também vai aumentar. “Subirá para 1,945%, o que representará R$ 15 milhões a mais para a cidade em 2009”, finaliza.

 

Ranking Estadual

 

Município

PIB R$

Participação %

1

Rio de Janeiro

127.956.075.435

46,47

2

Campos dos Goytacazes

23.114.742.319

8,39

3

Duque de Caxias

22.565.282.172

8,19

4

Niterói

7.460.317.008

2,71

5

São Gonçalo

6.887.922.620

2,50

6

Macaé

6.474.101.534

2,35

7

Cabo Frio

6.462.028.226

2,35

8

Nova Iguaçu

6.264.735.931

2,28

9

Volta Redonda

6.006.664.713

2,18

10

Rio das Ostras

5.861.066.921

2,13

11

Petrópolis

4.524.121.978

1,64

12

Angra dos Reis

3.495.349.500

1,27

13

Resende

3.129.319.828

1,14

14

Belford Roxo

2.923.280.923

1,06

15

São João de Meriti

2.893.083.466

1,05

 

 

Fonte: Tribuna de Petrópolis – 17 de dezembro de 2008.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS