Petrópolis, 29 de Setembro de 2020.
Matérias >> Diálogo com a população >> Mensagens da Comunidade
   
  Moradores impedem a instalação de decoração de Natal no canteiro de ipê

Data: 22/11/2011

Para a instalação da decoração, galho seria cortado e uma caixa de concreto seria instalada no canteiro do pequeno ipê-amarelo, na 16 de Março. / Alexandre Carius

Antes mesmo de começar a ser instalada, a decoração de Natal já é motivo de polêmica também na Rua 16 de Março. A retirada de galhos de um pequeno exemplar de ipê-amarelo – que tem menos de três metros de altura –, buracos feitos no canteiro para a passagem de fiação elétrica e a construção de uma caixa de concreto próximo à raiz do ipê, para a instalação de uma árvore de Natal artificial com iluminação de  LED, mobilizaram moradores e comerciantes, anteontem. “É um absurdo que eles queiram arrancar os galhos e colocar concreto junto à raiz, matando uma árvore saudável para instalar uma árvore de Natal artificial. Eles fizeram um buraco no canteiro e começaram a colocar cimento. Eu passei e impedi que o pessoal da Comdep fizesse a caixa de  concreto junto à raiz do ipê. Eles colocavam o cimento e eu tirava com uma pá. Alguns comerciantes se juntaram a mim no protesto e uma pessoa da Prefeitura veio falar com a gente. Esse senhor nos disse que a caixa de concreto precisava ser construída para que eles instalem uma árvore de Natal de LED, com três metros de altura”, conta a moradora Karlen Ullmann. 
Diante do protesto, a caixa de concreto foi construída com mais afastamento da raiz da árvore. “Nosso protesto conseguiu pelo menos que o concreto fosse colocado uns 30 centímetros mais distante da raiz da árvore”, conta a moradora, que no dia anterior já havia percebido que galhos da árvore haviam sido contados.  Indignada, ela deixou um apelo pendurado ao pequeno exemplar de ipê: “Por favor não corte meus galhos!!! Obrigado. Ipê Amarelo”, dizia o bilhete.
Estou indignada com a Prefeitura. Para a ornamentação da Rua 16 de Março para o Natal, estão danificando algumas árvores da especie ipê amarelo (cortando galhos saudáveis e em fase de notório crescimento), símbolo da Cidade de Petrópolis, para colocar ornamentos temporários. Como podemos salvá-las? Coloquei esta mensagem, um apelo em nome da árvore. Tenho certeza de que minha indignação é a mesma de muitos. Faço este apelo em nome da natureza”, disse.
A moradora lembra que o exemplar de ipê em questão foi plantado há seis anos. “A primeira florada dessa árvore foi neste ano e eles já querem destruí-la. Querem matar uma árvore saudável para colocar uma decoração provisória, como é que podem fazer uma coisa assim? Sou muito atenta ao crescimento destes ipês, pois foi o meu pai quem conseguiu a doação de 7.200 mudas de ipês para ser plantadas na cidade. Isso aconteceu há seis anos”, lembra Karlen Ullmann.
Indagada sobre a questão da decoração da Rua 16 de Março, a Prefeitura não encaminhou resposta até o fechamento desta edição.

Fonte: Tribuna de Petrópolis, 19 de novembro de 2011, página 3.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS