Petrópolis, 28 de Setembro de 2021.
Matérias >> Propostas Comunitárias de Politicas Públicas >> Infra Estrutura
   
  Deputado e ferroviários lutam pela voltado trem em Petrópolis

Data: 17/04/2009

Deputado e ferroviários lutam pela voltado trem em Petrópolis

 

            O sonho da volta do trem a Petrópolis continua sendo a principal meta da Associação Fluminense de Preservação Ferroviária (AFPF). Membros do núcleo regional de Petrópolis estiveram reunidos com o deputado estadual Raleigh Ramalho (PTC/RJ), na sede da Associação dos Militares da reserva de Petrópolis (AMIRP). A pauta da conversa foi à viabilização do projeto encaminhado ao governo do Estado no ano passado para a revitalização da Estrada de Ferro Príncipe Grão Pará. Além deste projeto, a AFPF também luta para reconstruir o ramal de 2.840 metros, que ligava o Alto da Serra até o Centro Histórico que, de acordo com a entidade, poderia ajudar a desafogar o caótico trânsito petropolitano.

 

            O deputado Raleigh disse que “é muito importante para Petrópolis que o projeto saia do papel. Será um impulso para o turismo da cidade”. Ele também se colocou a disposição para somar forças com os ferroviários e vai marcar uma conversa com o secretário estadual de Transportes, Júlio Lopes, para saber como anda o processo de viabilização do projeto entregue ao subsecretário Delmo Pinho e obter uma resposta do governo estadual para a questão. “Espero que haja o interesse por parte do governo estadual de tocar o projeto para frente. Vou tentar trazer o secretário a Petrópolis para atestar que o projeto é totalmente viável e que seria uma grande conquista para a cidade e também par o estado à volta do trem”, avaliou.

 

            Na ocasião da entrega do projeto, o subsecretário não mediu elogios e falou que “o alto grau de viabilidade e a densidade do projeto realmente impressionaram. Este é o projeto mais completo que já tive a oportunidade de conhecer. O secretário Júlio Lopes estará empenhado para que os recursos necessários sejam aportados para concretização deste sonho”.

 

            O projeto tem custo estimado de R$ 50 milhões e prevê a implementação de um programa de sustentabilidade com impactos positivos na economia, no turismo e nas questões sociais.

 

 

Fonte: Diário de Petrópolis – 16 de abril de 2009.

Autor: Leandro Rabelais

 

 

Fonte: Diário de Petrópolis – 16 de abril de 2009.

Autor: Leandro Rabelais




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS