Petrópolis, 21 de Setembro de 2021.
Matérias >> Propostas Comunitárias de Politicas Públicas >> Infra Estrutura
   
  Vereadores pedem mais rigor na punição de motoristas bêbados

Data: 13/03/2012

 Os vereadores debateram nesta semana a importância da Lei Seca, sua fragilidade e a necessidade de mudança no Código Penal, para que motoristas pegos bêbados ou que atropelem alguém sejam punidos com mais rigor. Enquanto os vereadores debatiam este tema, na Praça Visconde Mauá, conhecida como praça da águia, um grupo de adolescentes e jovens consumia álcool sem ser incomodado, e nem a presença da Guarda Civil os intimidou, apesar do esforço da GC em coibir a presença deles com bebidas e drogas no entorno da Câmara. 

A discussão foi motivada pelo vereador Marcio Arruda (PMDB), que pediu um esforço maior do deputado federal Hugo Leal (PSC) para que faça as mudanças para torná-la mais rígida. Para ele, se a lei não traz ainda as punições contra motoristas que todos desejam “a culpa é nossa, pois somos legisladores e precisamos cobrar e pressionar os deputados a fazer as mudanças necessárias”. 
Marcio Arruda comentou que nos últimos meses tem visto diversas notícias sobre atropelamentos e desastres causados por motoristas bêbados, cuja punição não tem sido a ideal. Ele chegou a contar o caso de um atleta brasileiro, campeão, que deixou de competir por ter sido atropelado por um motorista embriagado. “Por causa da irresponsabilidade de alguém, perdemos um campeão”. 
O vereador Samir Yarak (PSC) lembrou que o deputado Hugo Leal foi quem converteu a Medida Provisória do Governo Federal em lei, tornando-se autor da Lei Seca. Para ele, uma das mudanças urgentes é do Código Penal, para que seja atualizado e tenha punições severas contra os motoristas bêbados. “Enquanto não houver uma mudança nesta lei, vamos continuar vendo motoristas causando acidentes graves e tirando a vida de inocentes e não sendo responsabilizados”.

ROGERIO TOSTA
Redação Tribuna



 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS