Petrópolis, 25 de Novembro de 2020.
Matérias >> Vida Comunitária >> Entidades de Cunho Religioso
   
  Frei Moser - Biografia e depoimentos

Data: 09/03/2016

 

Frei Moser - Biografia e depoimentos

 

Nascido em Gaspar – Santa Catarina, em 29 de agosto de 1939, Antônio Moser ingressou na Ordem dos Frades Menores em 19 de dezembro de 1959 e foi ordenado sacerdote em 15 de dezembro de 1965. Formou-se em Filosofia e Teologia em Petrópolis. Cursou licenciatura em Teologia em Lyon – França, e doutorado em Teologia – com especialização em Moral, na Academia Alfonsianum – Roma defendendo a tese O compromisso do cristão com o mundo na teologia de M.D. Chenu. Lecionou na graduação e pós-doutorado naPontifícia Universidade do Rio de janeiro - PUC ; e como professor convidado na Universidade Católica de Lisboa – Portugal e na Universidade de Berkeley Califórnia.

Frade da Província da Imaculada Conceição do Brasil, era diretor presidente da Editora Vozes, diretor do Centro Educacional TerraSanta, pároco da Igreja Santa Clara, membro da Comissão de Bioética da CNCC, coordenador do Comitê de Pesquisa Ética da UCP e professor de teologia moral e bioética no Instituto Teológico Franciscano, além de conferencista internacional. Construiu quinze comunidades de fé em Petrópolis e Baixada Fluminense. Durante nove anos participou do programa semanal Em Pauta, na Canção Nova. Publicou vinte e sete livros, com diversos deles traduzidos para outras línguas; participou como coautor e colaborador de inúmerostítulos e publicou incontáveis artigos em revistas nacionais e internacionais. Era membro titular da Academia Petropolitana de Letras. Foi o único teólogo brasileiro nomeado para o Sínodo da Família no Vaticano. Em 15 de dezembro de 2015, completou 50 anos de vida sacerdotal.

Um Frei além de seu tempo - Sua presença era notada por todos. Fé, perseverança, dinamismo, inteligência, entusiasmo e carisma eram suas marcas registradas. Escolhido por Deus para deixar ensinamentos tão importantes em nossas vidas, Frei Antônio Moser foi vítima da violência que assola nosso país. Paira em Petrópolis a recusa de aceitar a finitude de seu tempo entre nós. Será difícil nos acostumarmos com sua ausência. Era um homem de fibra, destinado ao servir e de imensurável talento que o elevou como um dos maiores teólogos do país. Sua perspicácia em congregar parceiros de boa fé para suas obras sociais chegava a ser extraordinária, haja vista tudo o que conquistou para as instituições que dirigia. A vida não finda com a morte de quem deixou um extenso legado intelectual como Moser. As recordações, os aprendizados estarão conosco até o fim, solidificando sua história e compondo parte da nossa e, assim, tornando-o imortal. Sem dúvida,um Frei além de seu tempo! – Andréa Lopes – Diário de Petrópolis.

Perdi um pai

- Frei Moser é para mim um representante da figura paterna. Me batizou e esteve ao meu lado nos melhores e piores momentos deminha vida. A maior alegria que tive foi ele ter me levado ao altar no meu casamento. O que perco não é um cliente ou somente umamigo, mas um pai – Carla Coelho, assessora de imprensa de Frei Moser.

Uma liderança religiosa ímpar

 

- A morte de frei Antônio Moser, de forma tão violenta, nos choca a todos. Petrópolis perde um referencial de cultura e uma liderança religiosa ímpar. Na semana que vem Frei Moser receberia da Câmara de Vereadores, a Medalha Koeler Cruz de Mérito – uma das mais altas honrarias concedidas pelo município. Presidente da Editora Vozes, professor do Instituto Teológico Franciscano, conferencista que viajava pelo mundo, Frei Moser fazia também um trabalho exemplar também como diretor do Centro Educacional Terra Santa, onde estivemos com ele por algumas vezes. O cuidado com a administração da escola que atende famílias carentes deixava ainda mais explicita sua preocupação com a questão social. Trabalho reconhecido pelo Papa Francisco, que o convocou para a XIV Assembleia Extraordinária do Sínodo dos Bispos. Petrópolis perde muito com a sua morte. Decretamos luto oficial por três dias na Câmara de Vereadores e estamos estudando medidas a serem adotadas pela Casa para reivindicar mais segurança para usuários da BR-040, uma vez que desde o ano passado já havíamos solicitado diretamente à Polícia Rodoviária Federal e à Polícia Militar reforço no policiamento, bem como à Concer ações para melhorar as condições de segurança na rodovia, em todo o trecho usado diariamente por milhares de petropolitanos - Paulo Igor, presidente da Câmara de Vereadores de Petrópolis.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS