Petrópolis, 30 de Novembro de 2020.
Matérias >> Legislação >> Legislação Estadual
   
  Emendas aprovadas na Alerj beneficiam cidade

Data: 08/12/2011

O orçamento estadual de 2012 – receita estimada em R$ 64 bilhões – foi aprovado ontem pela Assembléia Legislativa do Estado do Rio (Alerj) com a inclusão de 5.195 emendas parlamentares. Os deputados estaduais Bernardo Rossi (PMDB) e Marcus Vinícius (PTB) garantiram a aprovação de todas as 173 emendas que propuseram para Petrópolis e também para outras cidades fluminenses.

Seguindo a tendência do parlamento estadual que focou nas áreas de Saúde (1.545 emendas) e Educação (1.059) e Transporte (987), Rossi e Marcus Vinícius indicaram que o estado amplie os serviços de saúde com a instalação de uma UPA e de uma farmácia popular em Itaipava e também com a criação de um hemocentro regional sediado em Petrópolis. Eles também apontam a instalação de um Centro de Ensino Tecnológico além da ampliação dos cursos de formação profissional já existentes.

Eles também apresentaram emenda em conjunto com o deputado Luiz Paulo Corrêa da Rocha (PSDB) para a construção de uma segunda ponte de acesso de Corrêas à Estrada União e Indústria.

As chuvas de Janeiro e suas conseqüências econômicas e sociais também embasaram boa parte das emendas apresentadas pelos parlamentares. A recuperação do Vale co Cuiabá, Madame Machado e Estrada do Gentio, áreas mais castigadas, deve ser garantida pelo estado com projetos de proteção ambiental de recuperação e preservação de nascentes e matas ciliares e de contenção de encostas. Bernardo Rossi e Marcus Vinícius defendem ainda maior aplicação de recursos da Defesa Civil e a descentralização do atendimento do Corpo de Bombeiros com a instalação de um grupamento no distrito da Posse.

- A habitação também foi uma das minhas preocupações na apresentação das emendas. As chuvas desse ano mostraram mais uma vez que a questão é urgente e precisa de uma política para a área que garanta planejamento a médio e longo prazos – disse Rossi.

Para Marcus Vinícius, prever recursos e projetos estruturais para a área de turismo é fundamental para garantir a economia da cidade e estabelecer mais benefícios.

- A iniciativa privada, estimulada por ações de infraestrutura, investe em cidades onde há essa preocupação, esse desenvolvimento. Temos de oferecer as condições para que mais empresas cheguem à cidade e de forma que haja desenvolvimento sustentável – disse.

Escolas e conjuntos habitacionais

Rossi apontou oito comunidades prioritárias para que o estado faça a regularização fundiária de imóveis. Perto de 40 mil pessoas devem ser beneficiadas em locais como Brejal, Comunidade do Alemão, Araras, 24 de Maio, Caxambu e Bonfim.

- São comunidades históricas e locais que se o poder público investir deixam de ser consideradas áreas de risco ambiental e social e passam a ter mais cidadania – afirma Bernardo.

Além da regularização fundiária, Bernardo Rossi quer intensificar o programa de reforma de conjuntos habitacionais que o estado já iniciou na cidade garantindo a intervenção em mais cinco BNHs – Corrêas, Alto da Serra, Bingen, Sargento Boening e São Sebastião – universo de 15 mil moradias.

- Além de construir novas unidades habitacionais é importante preservar as já existentes.

Bernardo Rossi propôs a reserva de verbas para o projeto Vila da Melhor Idade, que já tem um condomínio garantido para Petrópolis e propõe ainda uma clinica para a recuperação de dependentes químicos e uma delegacia especializada em atendimento da mulher.

- Com quase 300 mil habitantes Petrópolis tem hoje problemas de uma cidade de prote médio. São estruturas e programas que se encaixam nas estatísticas que indicam a necessidade de atendimento especializado – considera.

O parlamentar também apontou a reforma de 18 escolas estaduais assim como a inclusão de nascentes e matas ciliares nos programas de proteção ambiental do estado e o desenvolvimento sustentável de bacias hidrográficas de várias localidades.

 

Preservação ambiental e turismo

Na maior parte de suas emendas, Marcus Vinícius pede que Petrópolis tenha assegurada maior participação nos programas existentes no governo do estado.

Suas propostas prevêem ampliação de prevenção de encostas e construção de casas populares, na área ambiental e habitacional, respectivamente, assim como a criação de um hotel-escola, no segmento econômico do turismo e a recuperação de bens públicos no conjunto arquitetônico do Centro Histórico, um dos atrativos de visitantes para a cidade.

O parlamentar focou no crescimento econômico com o estimulo ao distrito industrial da Posse que pode ser impulsionado com mais oferta de transporte. Neste sentido, Marcus Vinícius propõe um Terminal Intermunicipal de ônibus para fazer a integração de linhas de cidades como Petrópolis, São José, Areal e Três Rios.

Fonte: Diário de Petrópolis, Sexta-feira, 2 de Dezembro de 2011, página 3.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS