Petrópolis, 02 de Julho de 2020.
Matérias >> ELEIÇÕES 2020
   
  Afastados há mais de um ano, Ronaldão e Luizinho Sorriso voltarão à Câmara Municipal de Petrópolis

Data: 15/04/2020

 

Afastados há mais de um ano, Ronaldão e Luizinho Sorriso voltarão à Câmara Municipal de Petrópolis

Tribuna de Petrópolis


Afastados da Câmara Municipal desde janeiro de 2019, os vereadores Ronaldão (PR) e Luizinho Sorriso (PSB) garantiram na Justiça o direito de voltar à Câmara Municipal. O habeas corpus foi concedido nesta quarta-feira pelo Superior Tribunal de Justiça. Com a decisão, os suplentes Marcelo Lessa (Solidariedade) e Ronaldo Ramos deixarão as funções parlamentares.

O advogado dos vereadores, João Francisco Neto, disse em entrevista à Tribuna nesta quarta-feira (15), que a decisão que garante o retorno dos parlamentares à Câmara Municipal de Petrópolis deve ser publicada até quinta-feira. E que ele acredita que Luizinho Sorriso e Ronaldão voltem à Casa Legislativa ainda esta semana.

"O afastamento dos vereadores foi uma medida cautelar que não pode se perpetuar. Eles estão há mais de um ano afastados e o mandato termina agora em dezembro. O meu pedido foi com base nisso. Foi (o afastamento) uma medida arbitrária e desproporcional", disse o advogado.

Em nota, a assessoria de imprensa da Câmara Municipal informou que ainda não foi comunicada da decisão.

 

Entenda:

Ronaldão e Luizinho Sorriso foram afastados de suas funções após a Operação Sala Vip, que apontou indícios de crime praticado na Câmara Municipal, envolvendo o então presidente da Casa, vereador Paulo Igor, e outros parlamentares, que, segundo investigação, receberiam dinheiro em troca de apoio a Paulo Igor.

A operação foi um desdobramento da Operação Caminho do Ouro, na qual Paulo Igor foi preso suspeito de participar de um esquema de corrupção na sede do Legislativo Municipal. Na época, a polícia encontrou, na casa do vereador, escondidos em um envelope guardado no compartimento do motor de uma banheira de hidromassagem, maços de dinheiro presos a papeis com iniciais de nomes de vereadores que supostamente seriam beneficiados.

Desde o ano passado os dois vereadores tentavam na Justiça autorização para reassumir suas funções na Câmara. A principal alegação é que, mesmo passado mais de um ano desde o afastamento, eles sequer viraram réus na ação. Ainda estão afastados de suas funções parlamentares os vereadores Wanderley Taboada, Reinaldo Meirelles e Paulo Igor.

A Câmara Municipal de Petrópolis ainda tem outro vereador afastado por decisão judicial - Roni Medeiros - também por investigação de irregularidades no Legislativo.

 

*Texto alterado no dia 15/04 às 13h para inclusão de informações.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS