Petrópolis, 27 de Outubro de 2020.
Matérias >> IPGPar: Plano Estratégico de Petrópolis - PEP20 >> GT6 - Cidadania
   
  Petrópolis elabora Plano Municipal de Segurança Pública

Data: 18/11/2019

 

Petrópolis elabora Plano Municipal de Segurança Pública

Documento traça as metas e ações a serem implementadas para manter Petrópolis como cidade mais segura do estado

Diário de Petrópolis, 18/11/2019

 

 

Promover e garantir a defesa da dignidade da pessoa humana, com valorização e respeito à vida e à cidadania, com atendimento humanizado a todas as pessoas e respeito às diversas identidades. É com essa diretriz que o município está elaborando o Plano Municipal de Segurança Pública, que visa estabelecer ações a serem implementadas e metas para serem alcançados pelos diversos órgãos que atuam nesta área. A proposta foi apresentada pela primeira vez no Conselho Municipal de Segurança Pública (Comsep) na última semana e será debatido pelos integrantes do colegiado no próximo encontro. Dessa forma, Petrópolis busca formas para ser manter como a cidade mais segura do Estado e melhorar ainda mais nessa área.

Petrópolis é a cidade mais segura do Estado por dois anos seguidos (2018 e 2019), como mostra o Atlas da Violência, amostra do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FSBP) que contabiliza o número de homicídios cometidos nos municípios com mais de 100 mil habitantes.

“Isso é fruto de um trabalho sério feito por todos os órgãos envolvidos na segurança, com integração entre todos os atores, troca de informações, inteligência, soma de esforços, trabalho conjunto. Essa atuação já tem rendido um resultado muito importante, mas é fundamental continuar atuando, seguir investindo na segurança do município e da população. Por isso que é essencial colocar esse tema em debate nesse momento e estabelecer o que todos devem fazer para que a nossa cidade consiga ser ainda mais segura”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

13 compromissos, três eixos de atuação

O documento traça o planejamento para a segurança pública na próxima década e o cumprimento dele deverá ser acompanhado pelas secretarias e órgãos diretamente envolvidos e pelo Conselho Municipal de Segurança Pública.

A proposta, apresentada pela Guarda Civil, traz 13 compromissos, que mostram os desafios a serem enfrentados pelas forças segurança e o que deve ser feito dentro de cada tema, com três eixos principais de atuação:

Policiamento Integrado – englobar todas as forças e órgãos de segurança que atuam no município com o objetivo de fortalecer cada um deles, suprir lacunas e apoiar o serviço conjunto;

Trabalho Comunitário – envolver a comunidade na questão da segurança pública, de forma a criar o sentimento de que cada petropolitano também é responsável pela segurança da cidade;

Capacitação – aprimorar conhecimentos e técnicas dos agentes públicos e da comunidade, para que todos saibam suas funções, atribuições, como e quando agir em prol da segurança de Petrópolis.

O Plano Municipal de Segurança Pública coloca como compromissos: fortalecer a interação entre os órgãos envolvidos com segurança pública do município de Petrópolis; aumentar e intensificar o trabalho comunitário; aumentar a quantidade de capacitações dos agentes de segurança e das lideranças comunitárias; criação de um procedimento operacional padronizado; atendimento estratégico dos bairros do município; adequação da Guarda Civil Municipal de Petrópolis; utilizar da tecnologia de modo que facilite a vida da população referente a assuntos de segurança pública; realizar reuniões periódicas dos gestores de segurança pública; combater a violência nas escolas através do trabalho preventivo; combater o tráfico de drogas em Petrópolis; combater a violência contra mulher; combater crimes ambientais; promover projetos sociais no âmbito do município.

“Muitos desses compromissos representam ações já realizadas hoje em dia pela Guarda Civil, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Federal, Polícia Rodoviária, Bombeiros, Defesa Civil. Colocar todos esses desafios e estabelecer as metas em um documento significa reforçar mais uma vez o papel do município no contexto da segurança pública e mostrar para toda população”, diz o comandante da Guarda e presidente do Conselho Municipal de Segurança Pública, Jeferson Calomeni.

Na reunião ordinária do Comsep em dezembro, os membros vão deliberar sobre a proposta e, após a aprovação do texto, será encaminhado para o prefeito Bernardo Rossi, que poderá estabelecer o Plano Municipal de Segurança Pública por decreto.

Investimento em segurança

 

O município investe na área da segurança com a implantação do Centro Integrado de Operações de Petrópolis (Ciop), que tem 56 câmeras espalhadas em 46 locais, além de uma câmera com reconhecimento facial e dois equipamentos móveis. Em operações desde junho do ano passado, o sistema de monitoramento registrou 554 imagens até outubro de crimes ou suspeitas, ocorrências de trânsito e outros tipos.

Também foi colocado em funcionamento o ônibus de videomonitoramento, que foi usado em 14 serviços desde 2017. O Grupamento de Operações com Cães da Guarda Civil vem realizando ações próprias e presta apoio para PM e delegacias em serviços de segurança de público e combate ao tráfico de drogas.

Essas ações contribuem para o trabalho do 26º Batalhão da Polícia Militar, que consegue ampliar a presença na rua, e das delegacias, na investigação de crimes. Dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) mostram que, de janeiro a setembro deste ano, o número de furtos e roubos caíram na comparação com o mesmo período em 2018. Os furtos diminuíram 8,8%, enquanto o total de roubos é 4% menor do que um ano atrás. Em nove meses, também houve redução do número de homicídios, que passaram de 27 para 16. Já a atuação para coibir o tráfico de drogas resultou em 44,4% mais apreensões em 2019.

“Nós temos que tratar a segurança pública como um dos principais objetivos da cidade. Falar em segurança é falar em garantia da paz, da liberdade, dos direitos do cidadão, do direito à vida, da dignidade. Todo o trabalho que vem sendo desenvolvido na cidade e agora, com a elaboração do Plano de Segurança Pública, vão servir de exemplo para os municípios atuarem no mesmo sentido”, afirma a secretária de Serviços, Segurança e Ordem Pública, Karina Bronzo.

 




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS