Petrópolis, 28 de Junho de 2022.
Matérias >> Poder Executivo Mun. >> Desenvolvimento Humano
   
  Mustrangi faz visita surpresa ao HNSE

Data: 06/01/2009

O ano que passou foi marcado pelo Caos da Saúde Municipal, muitos petropolitanos sofreram em filas para atendimentos, falta de médicos e vaga para internação. A visita de Paulo Mustrangi ao Hospital Municipal Nelson de Sá Earp surpreendeu não só aos pacientes, mas a muitos funcionários que trabalhavam no local. "É uma esperança, devo confessar que me emocionei quando eu o vi entrando na sala. Ele teve a coragem de vir aqui ver o que estamos passando e ouvir todas as reclamações. No antigo governo, eu não me lembro do antigo secretário de saúde, ou até mesmo o prefeito, vir aqui com essa atitude. Me surpreendeu e estamos muito felizes de que o primeiro passo para a mudança foi dado.", revelou a auxiliar de enfermagem Isanete Isicke.

 

Em vários momentos Paulo Mustrangi se emocionou com os relatos dos pacientes. O vice-prefeito, Oswaldo Costa Frias chegou a ponto de comprar um par de chinelos para um paciente que estava precisando. "Nós temos em frente um desafio enorme, em que vamos ter que enxugar todos os gastos para direcionar para a saúde. Mas não adianta ficar no gabinete, tínhamos que vir aqui e ver de perto o que precisa ser mudado. E me surpreendeu o total abandono do espaço pelo antigo governo. Temos muito trabalho a fazer e vamos nos dedicar ao máximo.", explicou Paulo Mustrangi.

 

Há uma semana o pai de Fátima Dias Carneiro espera vaga para internação, o aposentado de 84 anos precisa fazer uma cirurgia de emergência. "Ele é deficiente visual, caiu e acabou fraturando a bacia. Desde então ele está em uma salinha de emergência junto de outros pacientes, até mesmo com tuberculose. A posição do hospital é que não há vaga, mas desse jeito ele vai acabar morrendo. Se isso acontecer, eu prefiro que o liberem para que seja em casa ao lado da família.", desespera-se.

 

Jéferson Evangelista explicou que se for preciso dará plantão no hospital para que os pacientes não fiquem mais na fila de espera. "O Hospital Santa Teresa parece estar a favor da nossa política de atuação e se isso acontecer já vai resolver um pouco os problemas, principalmente da área ortopédica. Mas é essencial a contratação de novos médicos, precisamos nos unir e se for preciso eu venho aqui dar plantão nos atendimentos.", desabafou.

 

A dona de casa Elza da Silva Rosa de Oliveira, de 73 anos, é a mais antiga na sala de triagem. Por ter passado as festas de fim de ano internado no hospital ela já é famosa entre as enfermeiras. "Estou aqui a mais de 1 mês e só Deus sabe quando vou sair. Quebrei meu braço e três meses depois quebrei de novo, os médicos disseram que eu tenho que colocar um parafuso, mas até agora a Secretária de Saúde não liberou. Agora estou confiando no Mustrangi, mesmo que ele não faça tudo que prometeu, se fizer só a metade já esta bom", disse otimista.

 

Instalações precárias precisam ser mudadas

 

Nas salas de atendimento e até mesmo dos funcionários, foi possível ver o estado de degradação do imóvel. Paredes sem pintar e esburacadas, mofo, infiltrações, móveis enferrujados erram recorrentes. Mas o prédio do DIP Departamento de Doenças Infecciosas e Parasitárias é um dos mais preocupantes, uma das enfermeiras responsáveis Tânia Borges fez questão de acompanhar a comitiva apontando os problemas mais graves. "O prédio está em péssimo estado, não temos condições de trabalhar assim. A geladeira fica no meio da sala, os móveis estão rasgados e mal conservados. Não temos lençóis, o básico não temos. Nem mesmo os banheiros estão em condições de uso. E temos pacientes aqui internados com problemas delicados e precisam de uma melhor atenção.", explicou.

 

O secretário de saúde revelou ao prefeito que há um projeto para se fazer uma nova instalação para o DIP. "Esse prédio está completamente fora de todas as normas de uso. Precisamos urgentemente promover reformas ou mudar as instalações do DIP. Nós temos até um projeto pronto que iremos encaminhar ao prefeito para que ele nos ajude a tomar a melhor decisão.", disse Jéferson Evangelista.

 

 

Fonte: Diário de Petrópolis - 3 de janeiro de 2009.

Autora: Suelen Oliveira




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS