Petrópolis, 02 de Julho de 2022.
Matérias >> Poder Executivo Mun. >> Desenvolvimento Humano
   
  Secretário de Saúde desmente informação sobre falta de verbas

Data: 28/11/2008

O secretário de Saúde, André Pombo, desmentiu a informação que Petrópolis ficará sem verbas para atuar no combate à dengue. De acordo com o secretário, a Secretaria Estadual de Saúde já entrou em contato com o Município solicitando o número da conta do Teto Financeiro de Vigilância em Saúde (TFVS) e aguarda que os recursos destinados à cidade sejam alocados. De acordo com a portaria 599 do Ministério da Saúde, R$ 3 milhões serão enviados aos municípios fluminenses para o combate à dengue. Parte deste montante estará sendo investido em Petrópolis.

 O secretário ressalta, no entanto, que ainda não está definido o valor total a ser repassado ao Município, já que outras cidades com maior incidência da doença, como Campos, Macaé, Cabo Frio, entre outras, necessitam de mais recursos para o combate à dengue.

 "Vale ressaltar que Petrópolis é uma das cidades com o menor índice da doença em todo Estado. Não irão faltar verbas para o combate à dengue em Petrópolis", garantiu André.

 O terceiro Levantamento de Índice Rápido de Infestações por Aedes Aegypti (LIRAa) de Petrópolis será encaminhado em dezembro. Ao todo, o Município tem 40 agentes de combate a endemias, que nesta época do ano, terão como uma das prioridades a prevenção à dengue. Petrópolis é considerada uma cidade de baixo risco, mas atua rigorosamente no combate aos focos de mosquito. O secretário lembra que o trabalho de prevenção conta com reforço dos agentes comunitários de saúde e da Defesa Civil.

 

Fonte: Diário de Petrópolis – 28 de novembro de 2008.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS