Petrópolis, 30 de Novembro de 2022.
Matérias >> Poder Executivo Mun. >> Desenvolvimento Humano
   
  Fim do atendimento foi exigência do hospital

Data: 03/08/2009

Fim do atendimento foi exigência do hospital

 

 

            O problema mais imediato no novo contrato com o Hospital Santa Teresa (HST) é o fim do atendimento de pediatria, que, segundo a Assessoria de Comunicação do município, foi uma exigência da direção do HST. Os hospitais públicos já enfrentam hoje dificuldades para atender as crianças, principalmente na emergência e urgência, obrigando a Secretaria a estabelecer esquema de plantão no atendimento.

            Segundo a Secretaria de Saúde, desde o início do ano, o Hospital Alcides Carneiro ampliou sua capacidade de internação para o setor de pediatria e presta toda assistência à redá em casos de internações. A secretaria argumenta que os problemas de falta de pediatras no sistema se referem à emergência e não ao quadro ambulatorial. Assim, os atendimentos pediátricos prestados dentro dos hospitais, para os pacientes internados, e nas consultas, ocorrem normalmente.

            Com relação aos plantões, reuniões com os pediatras da rede estão sendo realizadas para que um sistema de rodízio seja implementado, evitando a falta de pediatras, principalmente nos sábados. O vereador Márcio Muniz disse que os pediatras estão sendo convocados, inclusive aqueles que prestam concurso para ambulatório. De acordo com ele, se um pediatra foi contratado e assim estabelecido que prestará serviço em ambulatório, “ele não pode ser obrigado a atender na emergência e urgência, fora os casos de desastres ou calamidade”.

            Nos fins de semana, os atendimentos de plantão serão distribuídos nas três unidades da rede. Nos sábados, as referências serão o Hospital Alcides Carneiro e o Hospital Municipal Nelson de Sá Earp. Já no domingo, os atendimentos serão feitos no Pronto Socorro do Alto da Serra e também, no Hospital Alcides Carneiro. A secretaria de Saúde Informou, ainda, que as famílias devem procuras a unidade de atendimento referenciada para o dia ou, em casos mais graves, a mais próxima de sua residência. Nesses casos de emergência, o primeiro atendimento pode ser feito pelo clínico geral platonista e, posteriormente, o caso será encaminhado ao pediatra.

 

 

Fonte: Tribuna de Petrópolis, 2 de agosto de 2009.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS