Petrópolis, 21 de Setembro de 2021.
Matérias >> Utilidade Pública >> SITES de utilidade pública
   
  “Linha Verde” (0300.253.1177) recebe denúncias de crimes ambientais

Data: 04/07/2014

 


“Linha Verde” (0300.253.1177) recebe denúncias de crimes ambientais

Diário de Petrópolis, Sexta-feira, 04 de julho de 2014
 
 

Desde o início do ano, 41 denúncias de crimes ambientais cometidos em Petrópolis foram recebidas pelo “Linha Verde”, uma central de atendimento criada através da parceria entre o Disque Denúncia e a Secretaria de Estado do Ambiente. Mas o número é considerado baixo, isso porque a maioria dos moradores ainda não conhece a ferramenta. As informações são colhidas através do telefone 0300 253-1177, que atende todo o estado do Rio de Janeiro, e o denunciante paga o preço de uma ligação local. Não é necessário se identificar, apenas avisar qual o tipo de crime ambiental e o local onde está ocorrendo.

 

Das 41 denúncias ambientais em Petrópolis, foram contabilizadas 21 informações sobre maus tratos contra animais; 5 sobre desmatamento florestal; 5 sobre extração irregular de árvores; 4 sobre guarda/comércio de animais silvestres; 3 sobre lixo acumulado; além de 1 denúncia sobre poluição das águas, 1 sobre poluição do ar e 1 sobre caça ilegal de animais.

 

Já durante todo o ano de 2013, o Disque Denúncia recebeu apenas 84 denúncias sobre crimes ambientais, nas quais os mais expressivos são: maus tratos contra animais, extração irregular de árvores, extração irregular do solo, desmatamento florestal, entre outros.

 

De acordo com o Linha Verde, pelas características das denúncias é possível afirmar que os crimes ambientais são motivados por três fatores: certeza da impunidade; falta de informação e pela ausência de controle social da população. Por isso, segundo os responsáveis pelo programa, é importante que o petropolitano saiba que há um canal de denúncias ambientais, a fim de que a população denuncie cada vez mais os crimes contra o meio ambiente. O anonimato é garantido, ou seja, não é preciso falar o nome ou endereço, apenas o local do crime e se está ocorrendo no momento.

 

Para a coordenadora do Disque Denúncia, Adriana Nunes, o Linha Verde veio para dar visibilidade aos temas ambientais, sendo um canal de atendimento especializado para recebimento de informações que possam contribuir com as autoridades no combate aos crimes relacionados ao meio ambiente.

 

O programa foi criado porque nos últimos anos o Disque Denúncia passou a identificar que há um grande contingente de denúncias recebidas de crimes ambientais, especialmente contra à fauna e flora, bem como ameaças às áreas de preservação permanente e às Unidades de Conservação. Com isso, preocupados com a quantidade de crimes contra o meio ambiente, foi criado o Linha Verde. A central funciona 24 horas por dia. Depois que a informação chega ela é encaminhada para os órgãos responsáveis, como a polícia, por exemplo.

 

Em algumas situações, como no caso de balões, o denunciante pode ganhar recompensas se denunciar grupos de baloeiros, locais de soltura e confecção de balões. O valor da recompensa varia entre R$ 300 e R$ 2 mil.

 

Petrópolis está em 12º no ranking de denúncias

 

Desde o dia 1º de janeiro de 2009, o Disque Denúncia recebeu cerca de 36 mil denúncias relativas aos crimes cometidos contra o Meio Ambiente. Os municípios do Rio de Janeiro (22.002), Duque de Caxias (2.250) e São Gonçalo (2.154) lideram o ranking de denúncias. Petrópolis ocupa o 12º lugar, com apenas 379 denúncias sobre crimes ambientais, ou seja, não é que haja poucos crimes no município de Petrópolis, mas há um desconhecimento sobre o que são crimes ambientais.

 




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS