Petrópolis, 25 de Novembro de 2020.
Matérias >> Atividades Econômicas >> Comércio
   
  Retração econômica atinge muitos setores em Petrópolis

Data: 26/02/2009

O mês de dezembro do ano passado demonstrou que os indicadores econômicos em Petrópolis sofreram uma profunda retração. O setor que apresentou a maior queda foi o da construção civil, seguido pela indústria, pelo setor de serviços e o comércio. A falta de ofertas de vagas de emprego também já é sentida e a recessão começa a dar sinais que aportou a vez no município.

 

De acordo com dados do Ministério do Trabalho, a construção civil em Petrópolis registrou uma forte queda de 9,82% no nível de emprego. Foram 365 desligamentos de profissionais da área contra apenas 90 admissões no mesmo período. A indústria demitiu 494 trabalhadores e a taxa de desemprego registrou o número negativo de 1,71% durante o mês de dezembro. O setor de serviços apresentou queda de 1,02% com 660 desligamentos contra 418 contratações. O comércio teve uma variação negativa de 0,32%, com 634 demissões e 589 admissões no último mês de 2008.

 

Na agência do Sistema Nacional de Emprego (Sine), localizada na Rua General Rondon, no Centro, o mês de janeiro já apresentou queda na oferta de vagas. Segundo a responsável pela captação de vagas da instituição, Paula Ríspoli, somente nos próximos meses o cenário da crise em Petrópolis ficará mais bem definido. “A partir do mês de março já teremos um melhor panorama em relação a número de vagas ofertadas para os trabalhadores”.

 

Ela informou ainda que o número de pedidos de seguro-desemprego também aumentou muito no Sine. “Só em janeiro foram concedidos 165 benefícios para diversas categorias. Os trabalhadores do setor industrial foram os que mais deram entrada no seguro-desemprego”, ressaltou.

 

No ano passado, foram requeridos mais de 12 mil seguros-desemprego, nas agências que realizam a expedição do benefício em Petrópolis – Sine e Delegacia Regional do Trabalho.

 

A marca de 2.184 demissões registradas em dezembro de 2008 engloba todos os setores da economia em Petrópolis. No Estado do rio de Janeiro, esse número chagou à marca de 110.202 demissões e uma taxa real de desemprego de 0,64% e mais de 19 mil trabalhadores lutando por uma recolocação no mercado.

 

 

Fonte: Diário de Petrópolis – 5 de fevereiro de 2009.

Autor: Leandro Rabelais




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS