Petrópolis, 19 de Agosto de 2019.
Matérias >> BR-040: obras da NSS
   
  NOVAMOSANTA DEFENDE A CRIAÇÃO DO PARQUE SERRA DA ESTRELA

Data: 29/05/2016

 

NOVAMOSANTA DEFENDE A CRIAÇÃO DO PARQUE SERRA DA ESTRELA

Por: Aline Rickly
29/05/2016 - Tribuna de Petrópolis
 
 
 

 

 

A transformação da atual pista de subida da serra em uma estrada parque ganhou um novo grupo de discussão. A partir do próximo mês o assunto será pauta das reuniões do Grupo Paritário de Trabalho da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que discute também a construção da nova pista de subida da serra e as consequências que ela vai gerar para a cidade. Para a Novamosanta, uma das entidades que participa das reuniões, a ideia é que o espaço seja transformado no parque da Serra da Estrela, ajudando a compor um corredor ecológico, que vai preservar a estrada, impedindo inclusive a ocupação desordenada. Segundo a Concer, ainda não foi definido o destino da pista. A assessoria de imprensa da empresa informou que a decisão depende da ANTT. 

O assunto vem sendo discutido há, pelo menos, três anos. A preocupação das entidades petropolitanas é que, com a inauguração da nova pista de subida, prevista para o segundo semestre de 2017, a atual estrada fique abandonada. Para Fernando Varella, vice-presidente da Novamosanta, a atual pista de subida é mais um atrativo turístico da cidade, tendo em vista, principalmente, a exuberância da Mata Atlântica no trecho. 

O presidente da entidade Jorge de Botton concorda com ele. Ele sugere ainda que a estrada parque integre as reservas biológicas do Tinguá e do Parque Nacional Serra dos Órgãos (Parnaso). Para Jorge, não há possibilidade de deixar aquela pista abandonada ou mesmo trafegando em mão dupla como já foi especulado. “É uma questão de segurança, porque a pista é estreita”, disse. 

No ano passado, o assunto chegou a ser debatido em reuniões da Frente Pró-Petrópolis, que também defende a criação da Estrada Parque. Além disso, uma empresa petropolitana chamada Manoa Planejamento Ambiental chegou a enviar para o Conselho Municipal de Turismo (Comtur) um projeto que considerava a criação de acostamentos, áreas de fuga, instalação de sanitários, restaurantes, cafés, feiras de artesanato, parques, mirantes. Sugeriu ainda, a criação de 26 paradas em pontos já estabelecidos, como nas bicas de água, existentes ao longo da pista e no Mirante do Cristo. 

O projeto previa ainda a instalação de atividades ligadas ao Turismo de Aventura, Ecoturismo e Turismo Histórico-Cultural a fim de beneficiar a região. Com isso, acreditam que haverá o aumento da atividade econômica e da arrecadação tributária com a aquisição de equipamentos, materiais e insumos para as obras. O documento lembra ainda que a BR-040 é uma rodovia federal, com 1.200 Km, que foi efetivada pelo Plano Nacional de Viação, em 1973. Ele destaca também que, com o aumento do tráfego pesado, as rampas e as curvas da antiga Rio–Petrópolis ficaram obsoletas.

 




 

 

Área do Município: 795.798 km²
População estimada (2013): 297.888 habitantes (95% alfabetizada)
Densidade Demográfica (2013): 371,85 habitantes/km²
PIB (2011): R$ 9.212.328.000,00 (R$ 30.925,47 per capta)
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (2010): 0,745 (13º dentre 92 no RJ)
Fonte: IBGE
DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS