Petrópolis, 14 de Dezembro de 2019.
Matérias >> Cidade >> Notícias
   
  Médicos se reúnem e decidem voltar ao trabalho nesta terça em Petrópolis

Data: 09/06/2014

 

 

Médicos se reúnem e decidem voltar ao trabalho nesta terça em Petrópolis

Andressa Canejo - G1 Região Serrana em 09/06/2014 12h47 - Atualizado em 09/06/2014 13h24

 

 

Paralisação nesta segunda-feira (9) afeta 24 Postos de Saúde da Família.
Categoria se reunirá com o prefeito e secretário de Saúde no dia 16.

 

Após reunião na manhã desta segunda-feira (9), os médicos dos Postos de Saúde da Família de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, decidiram retornar ao trabalho nesta terça-feira (10). A Secretaria de Saúde considera que o atendimento não deveria ter sido interrompido, já que está em negociação com a categoria. Uma nova reunião entre a prefeitura e os médicos já está marcada para o dia 16 de junho.

Entre os pontos, a categoria reivindica há mais de um ano o reajuste salarial equiparado aos de outros profissionais, como os do programa ´Mais Médicos´ e do Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab), que ganham R$ 10 mil, valor bem acima do salário dos demais médicos, que é de R$ 1.500. Além do salário, a categoria também pede a criação do cargo de ´Médico da Família´, o que, segundo Alexandre Galera, que atua na unidade do São Sebastião, vai viabilizar que a prefeitura valorize esse profissional e ofereça uma base salarial melhor.

"A nossa principal reivindicação é essa questão dos programas de governo, que trazem médicos estrangeiros ou os recém formados ganhando R$ 10 mil e vão ficar por um período provisório. No caso do ´Mais Médicos´ até três anos e os do Provab um ano. Enquanto nós, que estamos exercendo a mesma atividade, mas permanente; somos profissionais de carreira da prefeitura, concursados, alguns há 10, 20 anos, recebemos R$ 1.500, além das gratificações que não estão incorporadas ao salário", observou Alexandre.

Ainda de acordo com o médico, os profissionais só retornarão ao trabalho nesta terça, pois nesta segunda eles permanecem reunidos para definir a proposta de reivindicações que será apresentada na próxima segunda-feira (16) na reunião marcada para 15h com o prefeito Rubens Bomtempo e com o secretário de Saúde, André Pombo.

"Nós estamos aproveitando que os profissionais aqui reunidos para terminarmos essa proposta e deixar tudo esclarecido para a reunião de segunda. Somente amanhã voltaremos para os postos", destacou.

 

Segue nota encaminhada pela assessoria da Prefeitura de Petrópolis

"O secretário de Saúde, André Pombo, considerou o movimento injustificável, pois o governo está em negociação com a categoria, e afirmou que a partir de amanhã o atendimento em todas as unidades estará normalizado. Um nova reunião está agendada com o prefeito Rubens Bomtempo no dia 16 de junho.

Em menos de um ano e meio os profissionais do setor tiveram conquistas significativas, como o reajuste de 24% no piso salarial e o início do processo de enquadramento, como previsto no Plano de Cargos e Salários. As equipes que atuam nos PSFs também recebem hora extra e gratificação. A remuneração dos médicos que atuam nos PSFs chega, hoje, a R$ 8.244,00.
Os vencimentos levam em conta a opção pela ampliação de carga horária (R$ 1.505,55 vale para 20 horas semanais, porém a carga horária nos PSFs é de  40 horas).

Os médicos que atuam nos PSFs recebem, ainda, insalubridade e gratificação, além de um adicional de incentivo (pela atuação nestes postos), de R$ 4.330,00"




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS