Petrópolis, 09 de Dezembro de 2019.
Matérias >> Cidade >> Notícias
   
  Palestra "Projeto Mondego(Portugal)": Projetos Europeus de Sustentabilidade e Turismo

Data: 22/05/2012

 "Projetos Europeus de Sustentabilidade e Turismo como Referência para Projetos em Petrópolis"


 

"A NovAmosanta realizou encontro com arquitetos internacionais, desenvolvedores, em seus países, de projetos relacionados com os temas de turismo, cultura e proteção do meio ambiente."  

Com a presença de especialistas europeus em planejamento ambiental participantes de evento no Rio de Janeiro que antecede e prepara o Rio+20, a NovAmosanta – ONG de Itaipava sem  fins lucrativos – realizou mais um encontro do conjunto de palestras que promove desde 2010.  

A platéia, formada pelos cidadãos do município, inclusive engenheiros, arquitetos e estudantes interessados na preservação ao meio ambiente, assistiu a exposições de Andrea Calori, arquiteto italiano, professor do Politécnico de Milano, na Itália e de Afonso Nuno Martins, arquiteto português, professor do Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes – Grupo Lusófona – de Portugal. A palestra foi realizada no último dia 12, no Bomtempo Resort, em Itaipava.

Os temas apresentados foram ‘O Contrato de Rio”, por Andrea Calori e “Parque Patrimonial do Rio Mondego” por Afonso Nuno.

O Contrato de Rio

Andrea Calori abriu os painéis apresentando ‘Contrato de rio: uma experiência de qualificação participativa de bacias hidrográficas’ (Il Contratto de Fiume: un’ esperienza di qualificazione partecipata dei bacini fluvial).

Traduzido do italiano pela diretora da NovAmosanta, Yara Valverde – cuja a pesquisa em Cooperação com a UFRRJ trata desse trabalho – Calori apresentou os mapas da projeto, aplicado na Região da Lombardia, cuja capital é Milão, e mostrou os resultados alcançados de forma participativa.

O trabalho liderado por Calori tem o foco na segurança hidrológica através da construção de estratégias efetivas, capazes de convergir em torno das questões do planejamento territorial, governança e desenvolvimento sustentável. Isso exige a interação entre diferentes instâncias governamentais e atores sociais, bem como de diferentes níveis de intervenção, tais como  arquitetônico, urbano, territorial e ambiental. A cartografia temática e os sistemas de informações geográficos dão o suporte técnico para o trabalho.

O Contrato de Rio, modelo hoje reconhecido em toda Itália, é referencial para as políticas, planos e projetos desenvolvidos pelos municípios, províncias, regiões e sub-bacias, integrados com base em consensos e parcerias.

“Tanto a Itália, como Portugal ou Espanha também sofrem, como nós, com problemas ambientais, a diferença é que aqui ainda há tragédias e as pessoas morrem. Seria importante usar a experiência deles para aprimorar os valores e a cultura local em todos os níveis e evitar prejuízo todos os anos”, comentou a diretora da NovAmosanta Yara Valverde.

Como fato pitoresco e interessante, o trabalho apresentado por Calori tem, como um de seus componentes, canalizações e tratamentos de fluxo de águas projetados no passado por Leonardo da Vince, ainda em uso na cidade.

Parque Patrimonial do Rio Mondego

Em sua apresentação, o professor Nuno Martins mostrou a evolução dos trabalhos para a implantação do Parque Patrimonial do Rio Mondego – eixo fluvial de 234 km que liga a serra ao mar e corta todo Portugal. Dinâmico e ilustrativo, o painel exibiu um estudo das culturas, pessoas e memórias nas aldeias que margeiam o rio. Com esse estudo, o grupo coordenado por Nuno levantou questões junto à comunidade para o renascimento do maior rio português. “As pessoas que vivem nas aldeias às margens dos rios são muito importantes. Trazem lembranças e memórias carregadas de informações e cultura rica”, disse o professor.

Com muitos prêmios acumulados e cinco anos de existência apenas, pouco para sua envergadura, muitas etapas do projeto do Rio Mondego ainda não saíram do papel. Uma das idéias do projeto que mais agradou aos engenheiros e arquitetos petropolitanos presentes foi a criação de uma ciclovia não-linear que circula dentro das aldeias ao longo do rio e cria circuitos turísticos diferenciados, onde  é possível apreciar cada região e aprender com cada família e cada pequeno local.

“Pudemos acompanhar visões diferentes de áreas distintas, mas que mostram a importância da harmonia em todos os setores da sociedade para se chegar a resultados. Além disso, é visível a importância da ligação com as pessoas, com a cultura e a história de cada lugar”, diz Nuno.

“São experiências que vão nos acrescentar”, comentou o presidente-interino da NovAmosanta, Carlos Eduardo Cunha Pereira.

Com semelhanças ao projeto do Parque Fluvial do Piabanha que a NovAmosanta propõe para Petrópolis, o trabalho Parque do Mondego reúne uma equipe com profissionais de diferentes áreas, inclusive arquitetos a designers, que trabalham em projetos de preservação, recuperação e sustentabilidade da região, que tem importância histórica, econômica e cultural.

Conheça a NovAmosanta

A NovAmosanta foi criada em 2004 com a denominação “Associação de Moradores e Amigos de Santa Mônica”, sendo, na época, uma associação de moradores com foco em seu bairro.

Aos poucos ampliou sua atuação, passando a tratar de problemas de interesse de Itaipava e do município de Petrópolis; em junho de 2006  recebeu da Câmara Municipal de Petrópolis o título de “de Utilidade Pública”, por relevantes serviços prestados à comunidade.

Em 2009 foi feita a primeira alteração de seu estatuto e passou a ser denominada simplesmente NovAmosanta, tendo como área de atuação objetivo a bacia do rio Piabanha.

A NovAmosanta é uma sociedade civil sem fins lucrativos, regulada pela Lei  nº 10.406/2002. 

Hoje tem como missão a promoção da justiça social, a preservação do meio ambiente e a melhoria da qualidade de vida. Atua, como parte da sociedade civil organizada, junto a autoridades e órgãos municipais, estaduais e federais, bem como junto a entidades de direito privado, desencadeando ações, conduzidas de forma participativa, em defesa dos interesses da comunidade.

Nós na NovAmosanta aguardamos e incentivamos a participação de pessoas interessadas e preocupadas com a comunidade petropolitana em nossos quadros. Acreditamos que a sociedade civil organizada é fator importantíssimo na promoção de uma sociedade melhor e mais justa.

Convidamos o leitor que compartilha esse ideal a juntar-se à NovAmosanta, fazendo contato pelo e-mailnovamosanta@novamosanta.org.br. Algumas de nossas ações podem ser vistas em nosso site, em WWW.novamosanta.org.br.  Faça contato.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS