Petrópolis, 25 de Abril de 2019.
Matérias >> Cidade >> Notícias
   
  PAC do Independência passará por mudanças

Data: 11/03/2012

  O projeto habitacional e de urbanização do Alto Independência que será desenvolvido com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal está sendo alterado para atender às novas exigências da Caixa Econômica Federal (CEF). O objetivo é incorporar ao projeto o Programa Minha Casa, Minha Vida. 

Segundo o secretário de Habitação, Kelson Vieira Senra, com a alteração, a construção das 500 moradias será custeada com recursos do Minha Casa, Minha Vida, o que diminuirá a contrapartida do município. Outra vantagem apontada pelo secretário é o aumento do valor unitário das residências, que passará a ser de R$ 55 mil. “Houve um entendimento da Caixa Econômica Federal em incluir o Minha Casa Minha Vida nesses projetos habitacionais. Assim será mais fácil atrair os construtores”, ressaltou.
De acordo com Kelson outro ponto que está sendo alterado no projeto inicial do PAC do Independência são as áreas onde as moradias serão construídas. No projeto inicial, as unidades seriam erguidas em terrenos dentro do próprio bairro, mas a CEF determinou que todas as residências fossem construídas em um único local. Segundo o secretário, alguns terrenos estão sendo analisados pela Prefeitura e pela Caixa Econômica Federal. “Temos alguns locais em vista, mas para evitar uma especulação só vamos divulgar quando a área estiver definida”, disse. 
Kelson explicou que o município tem até dezembro deste ano para a resolver a questão do terreno e apresentar a proposta de inclusão do Programa Minha Casa Minha Vida no projeto. “No ano passado, a Prefeitura conseguiu prorrogar o convênio com a Caixa para até o fim de 2012, mas a nossa intenção é sanar essas questões bem antes do prazo”, informou.
Na última quinta-feira, dia oito, representantes da Caixa estiveram na cidade visitando alguns terrenos indicados pela Prefeitura. Segundo o gerente geral de negócios da CEF, Fábio Quintino da Silva, as dificuldades para encontrar áreas edificáveis no município são grandes. “Todas as cidades da Região Serrana contam com esta dificuldade. Além disso, em Petrópolis, os terrenos também são caros, mas acreditamos que essa questão será resolvida em breve, estamos avançando”, frisou.
Segundo Kelson, todos os outros pontos existentes no projeto do PAC do Alto Independência serão mantidos. Entre eles estão a regulação fundiária, o reflorestamento, as obras de drenagem, a melhorias habitacionais e o trabalho técnico social. O PAC do Independência – criado em 31 de dezembro de 2009 – está orçado em R$ 43 milhões. Com a implantação do Minha Casa, Minha Vida no projeto, o orçamento deve subir. Só com a construção das 500 moradias, serão R$ 27 milhões a mais. “O investimento será bem maior, pois serão contabilizados os custos com a desapropriação do terreno, que ficará a cargo do município, além das obras de infraestrutura no local onde as casas serão construídas”, disse Kelson. O projeto irá beneficiar três mil famílias diretamente e mais de 20 mil pessoas de toda a região.

JANAINA DO CARMO
Redação Tribuna



 

 

Área do Município: 795.798 km²
População estimada (2013): 297.888 habitantes (95% alfabetizada)
Densidade Demográfica (2013): 371,85 habitantes/km²
PIB (2011): R$ 9.212.328.000,00 (R$ 30.925,47 per capta)
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (2010): 0,745 (13º dentre 92 no RJ)
Fonte: IBGE
DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS