Petrópolis, 17 de Junho de 2019.
Matérias >> Atividades Econômicas >> Tecnologia de Ponta
   
  FAPERJ lança edital inédito sobre a criação de parques tecnológicos

Data: 14/08/2015

 

 

FAPERJ lança edital inédito sobre a criação de parques tecnológicos

http://www.faperj.br/?id=2987.2.0

 

Para financiar a infraestrutura física e administrativa dos parques tecnológicos fluminenses – em operação ou em estágio de implantação –, a diretoria da FAPERJ lança, nesta quinta-feira, 13 de agosto, seu primeiro edital específico sobre o tema. Apoio ao Sistema Fluminense de Parques Tecnológicos - Flutec  se volta para complexos organizacionais de caráter científico e tecnológico, estruturados de forma planejada, concentrada e cooperativa, que reúnam empresas com produção fundamentada na pesquisa tecnológica, promotoras da cultura da inovação, da competitividade industrial e da maior capacitação empresarial, visando geração de riqueza e inclusão social.

Com recursos de R$ 20 milhões, o programa é destinado a promover a implantação ou a manter em operação esses espaços, intimamente ligados a instituições de ciência e tecnologia.  Os parques oferecem infraestrutura para incubação de empresas, para treinamento tecnológico e prospecção de negócios, bem como para atividades correlatas, como feiras, exposições e desenvolvimento mercadológico. "Os parques tecnológicos do sistema Flutec – vinculados a instituições de C&T fluminenses – devem prestar serviços e promover facilidades que auxiliem as empresas instaladas a cumprir suas metas de pesquisa, desenvolvimento e inovação. Este é o primeiro edital sobre o tema, lançado pela Fundação", fala a diretora de Tecnologia da Fundação, Eliete Bouskela.

O programa subvenciona a implantação e a operação da infraestrutura física e administrativa desses parques, financiando serviços e facilidades, como  centros e laboratórios, de uso próprio ou compartilhado, para pesquisa científica, desenvolvimento tecnológico e inovação; apoio ao crescimento e amadurecimento de negócios, como serviços jurídicos especializados e serviços de integração com as grandes entidades de classeempresarial do estado, como a Federação Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) e Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ); e serviços de atração de empresas externas para fixação e desenvolvimento tecnológico dentro do parque; e apoio à fixação de propriedade industrial resultante das atividades inovadoras no parque, com o apoio do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e dos núcleos de inovação tecnológica das instituições de ciência e tecnologia (ICTs).

Podem submeter projetos gestores de parques – desde que pessoas jurídicas –  , a quem caberá indicar um gerente e um gerente adjunto, que deverão ser pessoas físicas responsáveis por representar o parque. As propostas serão analisadas por um Comitê Especial de Julgamento, designado pela diretoria da FAPERJ, que selecionará, com base entre vários critérios, aquelas que tenham capacidade de articulação entre uma ou mais ICTs e a base empresarial que compõe o parque tecnológico; a aplicabilidade dos objetivos propostos; e a relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico e do ambiente de inovação do estado do Rio de Janeiro e para o desenvolvimento econômico e social da região em que se insere.

O programa financia tanto despesas de capital, como a aquisição de material permanente, equipamento, obras de infraestrutura e instalações, quanto despesas de custeio, em que se enquadram serviços de terceiros (pessoa física ou jurídica), com caráter eventual para a manutenção de equipamentos e para a realização de reparos e adaptações de bens imóveis; diárias e passagens, até o limite de 10% do montante solicitado emdespesas de custeio (não serão permitidas diárias e passagens para participação em reuniões científicas/tecnológicas); material de consumo, componentes e/ou peças de reposição de equipamentos do parque;  e despesas de importação (até o limite máximo de 20% do valor do bemimportado).

Segundo define o cronograma, o prazo para submissão de projetos se encerra no dia 29 de outubro, e a divulgação de resultados está prevista para ser feita a partir de 4 de janeiro de 2016.

Confira a íntegra do edital Apoio ao Sistema Fluminense de Parques Tecnológicos - Flutec




 

 

Área do Município: 795.798 km²
População estimada (2013): 297.888 habitantes (95% alfabetizada)
Densidade Demográfica (2013): 371,85 habitantes/km²
PIB (2011): R$ 9.212.328.000,00 (R$ 30.925,47 per capta)
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (2010): 0,745 (13º dentre 92 no RJ)
Fonte: IBGE
DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS